BREAKING

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Permita-me By Elaine Coletti

Permita-me viver a minha loucura...
Essa loucura que não me deixa parada, estagnada...
Não me peça para ser morna... 
Quero sentir o sangue ferver...
Quero ver a vida girar...
E na volta que possa te encontrar
Para contar que a minha loucura
Me fez dançar na chuva
Voar com os pássaros
Fui e voltei no espaço
Encontrei bárbaros, amei, e fui amada
Vivi na inquisição, morri queimada
Mas renasci das cinzas...
Senti na pele o frio da rejeição
Mas senti o calor da paixão...
Como uma roda, fui girando e vivendo
Mesmo com tontura não paro
Adoro essa sensação de embriaguez
Não saio do meu eixo... Do meu centro...
Sou louca sou insana... Mas minha loucura
É que me leva a escrever e descrever
Uma vida deliciosamente louca... 
Elaine Coletti

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Infinitamente Nosso
Design by FBTemplates | BTT