BREAKING

domingo, 26 de junho de 2016

Romance em 3D - Valentina - Capítulo 25

_Estou  ótimo, não posso dizer onde estou. Você sabe que é norma da agencia manter sigilo do nosso paradeiro. Não sei quando volto, mas pode ter certeza que assim que chegar ao nosso país vou visitar vocês, não vejo a hora de conhecer a Milena pessoalmente. Não, não se preocupe. Estou em uma festa muito animada e passando muito bem. Vall não vou contar detalhes.

_Será que está falando com a mulher dele?
_Não faço ideia. Isso te importa?
_Nem um pouco e a você?
_De jeito nenhum, só espero que ele se despeça bem dela.
_ Ha ha ha ha. Envenenamos ele antes ou depois?
_Depois. Vamos aproveitar primeiro.
_Você tem razão, ele é muito gostoso.
_Sim e tem um jeito bem safado, também. Vai ser uma pena mata-lo.
_Vamos providenciar para que morra feliz.

_Vall, preciso desligar. Assim que puder entro em contato. Se cuida.

_Mamãe já vem te amamentar fofinha.

Valentina amamenta Milena sob o olhar curioso e encantado de Yoan, que está completamente rendido e caindo de amores por suas duas meninas.

Momentos depois...
 _A Elzinha passou mais de um mês aqui comigo, me ajudou muito no final da gestação e quando a Milena nasceu ela continuou me ajudando. Só voltou para pensão por ser natal, ela tinha muitas coisas para resolver, é a mãezona de todos ali. Parece mais uma grande família do que uma pensão.
_E esse tal de Rafa?
_Rafa é o meu anjo, sempre apareceu nos momentos mais difíceis. É um teimoso, cabeça dura, com um coração de ouro.
_Foi ele que esteve aqui te chamando para voltar a trabalhar na agencia?
_Sim, e foi ele também que me ajudou a te tirar daquele lugar horrível, sem a ajuda dele eu não ia conseguir.
_Por que ele se empenha tanto em ajuda-la? Devo ter ciúmes?
_ Ha ha ha  não! Claro que não! Rafa é meu meio irmão.
_Sério?
_Sim, é sério. Ele não sabe que eu sei, acha que vou odiá-lo pelos atos do nosso pai.
_E o que de tão desprezível o pai de vocês fez?
_Engravidou a empregada e a colocou na rua, sem ter para onde ir, deu um pouco de dinheiro e a mandou se livrar da criança. Minha mãe era essa empregada. Gravida e desesperada veio para essa cidade à procura de uma tia, não a encontrou e ficou pelas ruas totalmente perdida. Não conseguia trabalho, pelo estado adiantado da gravidez, um dia desmaiou de fome e frio, e acordou aqui nessa casa. Aqui vivia um pescador espanhol chamado Valentim. Ele chegou ao país em um barco pesqueiro, tinha se ferido e o abandonaram no hospital, ficou curado e permaneceu na cidade esperando que voltassem para busca-lo como haviam prometido, mas isso nunca aconteceu. Por não falar o idioma local, acabou se isolando. Ajudou a minha mãe, eu nasci e ele foi meu pai. Meu pai biológico, quando a engravidou a enganou com promessas, ela caiu feito uma tonta, ele já estava separado da mãe do Rafa. Pelo que me parece já era o terceiro casamento.

 _Como seu pai pode fazer isso?
_Meu pai foi o Valentim ele merecia a minha mãe e a mim, o outro não. Por isso certas coisas acontecem em nossas vidas, na hora não conseguimos entender os por quês.

_Olhando por esse lado faz sentido. Seu pai biológico não merecia vocês. Valentin saiu da solidão e ganhou uma família.
_Eles não quiseram ter mais filhos?
_Valentim era estéril.
Yoan fica pensativo depois de ouvir as declarações de Valentina.

E adormece com a certeza de que tudo na vida tem seu tempo e sua hora para acontecer.

      Nem antes  e nem depois... No momento certo.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Infinitamente Nosso
Design by FBTemplates | BTT