BREAKING

domingo, 5 de junho de 2016

Romance em 3D - Valentina - Capítulo 22

Seis meses depois...  Inicio de Novembro.
_Já não aguento mais essa ladainha Miguel.

_O que você chama de ladainha eu chamo de preocupação. Está todo mundo notando o teu estresse, você trabalha armado e tem se descontrolado. Vai acabar fazendo besteira.

_Me escuta Rafa, tira umas férias, um tempo pra você, sei lá... Arruma uma namorada nova ou tenta reatar com a Lizzy.

_Eu e a Lizzy não temos mais nada. No dia do casamento do Ethan, quando terminou a festa eu continuei no local, bebi um pouco além do limite e acabei ficando por lá não queria dirigir daquele jeito, também não queria carona, não queria chamar um táxi, na verdade eu não queria nada. Ela voltou para resolver algumas coisas com o pessoal da limpeza e para a entrega  do salão. Nos conversamos, não ia dar certo nunca. Ela quer um príncipe encantado e eu sou o lobo mal.

_Olá meninos. Está conseguindo colocar um pouco de juízo na cabeça desse desmiolado Miguel?
_Está difícil Elzinha.

_Como é bom rever você querido.
_Eu digo o mesmo.

_Como estão as coisas? E a Nicole como vai?
_Está tudo bem. Obrigado. E com você?
_Comigo está tudo bem também. Estou indo passar um mês com a Valentina.

_Aquela é outra desmiolada, não é atoa que é a melhor amiga do seu irmão.
_Estou aqui! Vai ficar falando mal?
_Fica quieto, você está precisando é de um bom puxão de orelha.

_Elzinha há alguns anos atrás comprei uma casa na cidade onde meu amigo Jhony mora, é uma cidade rural e essa casa fica em uma montanha. O lugar é incrível e remoto, perfeito para quem precisa descansar. Porém toda vez que íamos para essa cidade meu amigo e a esposa faziam de tudo para que ficássemos na casa deles. Coloquei a casa a venda e o Rafa a comprou, e nunca foi até lá e eu estou tentando convence-lo a  passar um tempo na casa que é dele. Ele envia dinheiro  ao Jhony para  pagar alguém para fazer a manutenção e paga uma empregada para ir até lá toda a semana para limpar, chega a ser ilógica uma coisa assim. manter uma casa e nunca ir lá.

_Tudo bem! Eu vou. Prometo que eu vou. Depois dessa missão e se vocês pararem de falar da minha vida como se eu não estivesse aqui.
_Você promete?
_Sim Elzinha eu prometo.
_Pronto Miguel parece que temos um acordo.
_Por mim ele ia de uma vez, não faria missão nenhuma, não está em condições de passar por mais estresse.
_Eu também acho.

_Preciso ir queridos, a Valentina precisa de mim.
_Elzinha qualquer coisa me liga. Diz a ela que quando eu voltar da missão vou  vê-la. Que não vou com você porque tenho que ir para o exterior hoje.
_Ela sabe não se preocupe.

Cuida da minha menina pra mim Elzinha.
_Vou cuidar. Fica tranquilo querido.

_Porque você não conta logo toda a verdade pra Valentina?
_Não! De jeito nenhum. Não vou falar pra ela que meu pai foi um mau caráter, que engravidou a mãe dela e depois colocou na rua como um cachorro, só porque era a empregada. A pior coisa que a nossa mãe fez foi se casar com ele depois que seu pai morreu.
_Não foi tão ruim assim. Nasceu você.

_Você tem razão, eu não poderia ter um irmão melhor.
_Se cuida Rafa, você é muito importante pra mim.

_Tenho que arrumar a minha mala, vai embora cuidar da tua vida, do hospital e da Nicole.
_Ha há há você tem razão, estamos parecendo dois bebês chorões.

Miguel se despede, volta para sua cidade e deixa Rafa sozinho com seus pensamentos.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Infinitamente Nosso
Design by FBTemplates | BTT